NOTÍCIAS

14/07/2017

EMPRESAS AMIGAS DA CRIANÇA DAS REGIÕES NORTE E CENTRO-OESTE SÃO RECONHECIDAS PELA FUNDAÇÃO ABRINQ POR AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

EMPRESAS AMIGAS DA CRIANÇA DAS REGIÕES NORTE E CENTRO-OESTE SÃO RECONHECIDAS PELA FUNDAÇÃO ABRINQ POR AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

Entre maio e junho, a Fundação Abrinq promoveu dois Encontros das Empresas Amigas da Criança: um na Região Norte (Belém) e outro na região Centro-Oeste (Campo Grande). 

Além de reconhecer as instituições privadas que são Empresas Amigas da Criança, os encontros debateram estratégias que incentivam a ampliação e qualificação da atuação social das mesmas. Durante os eventos, também foram apresentados alguns dos resultados do Programa Empresa Amiga da Criança referentes ao ano de 2016, assim como mais detalhes sobre o Programa Prefeito Amigo da Criança e sua importância na articulação entre setor privado e público para avançarem juntos nos desafios da causa infantil. 

“Este evento atendeu minhas expectativas pelos projetos apresentados, pelas grandes ideias e pelo incentivo em continuar auxiliando a quem precisa: as crianças e os adolescentes”, relatou Maria de Nasaré Martins da Silva, da empresa Inaz do Pará Serviços de Concursos Públicos.

Os encontros contaram também com a apresentação do tema Aprendizagem: Bom para o Jovem, Melhor para a Empresa, mediado pelo CIEE de cada região, que abordou a importância da aprendizagem para combater o trabalho infantil e a corresponsabilidade de todos em transformar este cenário. 

Em ambas as regiões o tema central foi apresentado pelo consultor e pesquisador em políticas públicas Fábio Barbosa Ribas Junior. Com o título Saiba como seu imposto pode contribuir para o desenvolvimento social, Fábio trouxe explicações sobre o papel dos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente (municipais e federais) e a importância da destinação deste recurso para o financiamento de ações prioritárias para o país.

Por meio de discussões e reflexões sobre o tema, as empresas relataram casos práticos de suas localidades e discutiram temas como investimento, desenvolvimento social e a importância de participarem de programas como o Programa Empresa Amiga da Criança.

“O evento abordou temas de muita relevância e possibilitou um relacionamento mais próximo com a Fundação Abrinq. Além disso, nos possibilitou conhecer melhor como funciona a destinação de parte dos impostos pagos pela empresa ao Fundo dos Direitos da Criança e Adolescente”, completou Priscila Miranda Onorio, Encarregada de marketing da Semalo.

.