17/11/2017

MARCELO, 15, NÃO SORRIA. ELE TINHA VERGONHA DO SEU DENTE QUEBRADO…

MARCELO, 15, NÃO SORRIA. ELE TINHA VERGONHA DO SEU DENTE QUEBRADO…

Um adolescente introvertido, que não sorria. É assim que a dentista voluntária Daniella Cristina Gaio descrevia Marcelo, um adolescente de apenas 15 anos e com grandes dificuldades de socializar. O motivo? Ele tinha vergonha do seu sorriso, seu dente da frente era quebrado.

Por meio da Fundação Abrinq, Marcelo teve a oportunidade de ir ao dentista pela primeira vez. A Dr Daniella restaurou seus dentes e teve papel fundamental na recuperação da autoestima do menino. Há 18 anos como voluntária do Programa Adotei um Sorriso, Daniella conta que entrou para ser voluntária sem ter a noção de como seu trabalho iria influenciar na vida de centenas de crianças e adolescentes, que muitas vezes precisam de cuidados básicos, além de carinho e atenção.

Pouco tempo depois de encerrar o tratamento de Marcelo, Daniella participou de uma palestra para divulgar o programa da Fundação, em Curitiba. Durante o evento, a dentista reencontrou o jovem, que a agradeceu muito e contou como a vida dele mudou após o tratamento.

“Eu me sinto uma pessoa abençoada. Percebi que não há dinheiro no mundo que pague o sorriso de Marcelo e de outras crianças”, afirma a dentista. “Você sabe que fazendo um pouquinho só, já vai conseguir fazer a diferença e isso já vale a pena”, complementa.

Daniella segue ajudando as crianças que precisam, e graças à sua dedicação, desde 2015 se tornou coordenadora voluntária na cidade.