12

Dezembro

CRECHE EM FORTALEZA AMPLIA ATENDIMENTO E VIRA REFERÊNCIA LOCAL APÓS CONVENIAMENTO COM A FUNDAÇÃO ABRINQ

Por June Hellen Sant’Ana Marques

Quem vê hoje a Associação Centro de Inclusão Social Renascer (Fortaleza – CE) mal imagina que a creche já foi considerada “cinza e sem vida”, mesmo com o barulho e alegria das 100 crianças que são atendidas diariamente.

Foi somente após ser conveniada à Fundação Abrinq, por meio do Programa Nossas Crianças, que a organização social conseguiu readequar seu espaço físico para melh

09

Novembro

CRIANÇAS APRENDEM SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM AÇÃO DESENVOLVIDA PELA FUNDAÇÃO ABRINQ E DANONE

Por June Hellen Sant’Ana Marques

Mais de 300 crianças das creches CEI Parque Ipê e CEI Jardim Umuarama, em São Paulo, participaram de uma ação desenvolvida pela Fundação Abrinq e Danone com o objetivo de promover a alimentação saudável.

A iniciativa foi realizada em dois dias (4 e 19 de outubr

23

Agosto

MAIS CRIANÇAS PODERÃO CONTAR COM O APOIO DA FUNDAÇÃO ABRINQ EM SUAS ORGANIZAÇÕES

Por June Hellen Sant’Ana Marques

No início deste mês, ocorreu o 3º Encontro com Novas Organizações Sociais Conveniadas ao Programa Nossas Crianças (2017 – 2019), da Fundação Abrinq. Foram conveniadas 7 novas organizações:

Associação Beneficente Evangélica da Floresta Imperial (ABEFI), de Novo Hamburgo (RS)

Associação de

18

Outubro

LAURA QUERIA BRINCAR, MAS AOS 10 ANOS JÁ PRECISAVA LIDAR COM O FATO DE SER MÃE

Por June Hellen Sant’Ana Marques

Aos 10 anos, Laura* só queria brincar e ser criança, mas a menina já lidava com situações muito complicadas e tristes. Após o falecimento de seu pai sua mãe casou-se novamente. O padrasto de Laura abusava sexualmente dela com frequência, sem que as pessoas ao seu redor percebessem.

Quando desceu a sua primeira menstruação, veio também a notícia de que ela seria mãe. Ainda criança, Laura não entendia di

17

Julho

O QUE LEVA UMA CRIANÇA AO TRABALHO INFANTIL E POR QUE COMBATÊ-LO?

Por June Hellen Sant’Ana Marques

Quando pensamos em trabalho infantil, ações localizadas que proíbam, fiscalizem ou regulem a presença de crianças e adolescentes em atividades de trabalho podem parecer suficientes para que a prática termine. No entanto, esta realidade é mais complexa do que parece.

“Imagine que você faz todo um trabalho de conscientização e enfrentamento ao trabalho infantil em uma escola e a escola participa das ações

Pesquisar

Newsletter

Cadastre seu e-mail abaixo e receba nossos boletins eletrônicos.



 

@FundacaoAbrinq