11/08/2015

1º Projeto “Dia Feliz se faz assim” reúne mais de 300 crianças

A primeira edição do projeto “Dia Feliz se faz assim” – uma parceria do Laboratório Pasteur com o SESC Joaçaba – foi um sucesso. O evento aconteceu no sábado, dia 1º de agosto, no Bairro Nossa Senhora de Fátima – em Herval d´Oeste e contou com o apoio da Associação de Moradores e da diretoria da escola municipal. Durante toda a tarde mais de 300 crianças, além de adolescentes e pais, prestigiaram o projeto que iniciou com a exibição de filme e prosseguiu com muitas brincadeiras como chute a gol, cama elástica, mini-tênis, mini-basquete, pintura facial e kit trânsito.

A diretoria da associação de moradores distribuiu pipoca e água aos pequenos. Josiane Piovesan Bellon, falou aos presentes representando o Laboratório Pasteur. Josiane agradeceu os presentes e disse que o “Dia Feliz se faz assim” é mais uma ação do Pasteur em prol das crianças lembrando diversas ações efetivadas como a conscientização contra o abuso sexual infantil, a importância da acessibilidade e do pré-natal. Juliana Cavalheiro de Jesus, representando o SESC/Joaçaba, também agradeceu a presença de todos e se colocou a disposição deste e de outros eventos que tenham como meta o bem estar das crianças e dos jovens. Hallan Peterson, presidente do bairro, agradeceu o apoio do Laboratório Pasteur e do SESC Joaçaba e disse que ações como essa são de grande importância para a comunidade.

O diretor técnico administrativo do Laboratório Pasteur, doutor Gláucio Grando Galli, esteve no local, e afirmou que “a proposta da direção do Laboratório Pasteur é de atuar de forma comunitária com ações diferenciadas, em especial dentro do que lhe atribui o selo pela Abrinq de Empresa Amiga da Criança”. Doutor Glaucio exlicou que a Fundação Abrinq é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. Desde 2010 é representante da Save the Children no Brasil e com esta parceria foi capaz de potencializar sua ação na proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes no país. A Fundação tem como estratégias: estímulo e pressão para implementação de ações públicas, fortalecimento de organizações não governamentais e governamentais para prestação de serviços ou defesa de direitos, estímulo à responsabilidade social, articulação política e social na construção e defesa dos direitos e conhecimento da realidade brasileira quanto aos direitos da criança e do adolescente.